Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 19:25

Márcia Short crê que Rui tem 'bagagem' para se candidatar à presidência da República

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Márcia Short crê que Rui tem 'bagagem' para se candidatar à presidência da República
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Atração do Festival Lula Livre, a cantora Márcia Short afirmou neste domingo (25) que o governador Rui Costa (PT) possui “bagagem” para uma eventual candidatura da sigla à presidência da República em 2022.

“Eu acho Rui Costa é um gestor sério, um homem que nada há contra a sua reputação, um cara que não está envolvido em nada. Não há nada que desabone a conduta dele. Ele tem todo o direito de se candidatar e tem bagagem para isso”, disse, em entrevista ao Bahia Notícias.

Para Márcia, defender a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não significa estar alinhado com um partido específico. “A gente está aqui lutando por justiça e respeito. A liberdade de Lula não tem a ver com esse ou aquele partido. Eu entendo que, no momento judiciário se volta para um cidadão que tem o histórico que tem o ex-presidente, e com ele acontece o que está acontecendo, eu imagino que seria eu, uma cidadã comum. Se a nossa luta diária é por justiça dignidade e respeito, a gente não pode encarcerar alguém sem provas concretas”, opinou.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 19:05

'É minha obrigação defender a democracia', diz Ana Cañas no Festival Lula Livre

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

'É minha obrigação defender a democracia', diz Ana Cañas no Festival Lula Livre
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

A cantora Ana Canãs foi uma das apresentações do Festival Lula Livre, neste domingo (25), no Farol da Barra. A artista disse que não se apresentou de forma voluntária no evento, mas como uma forma de “obrigação” de “defender a democracia”.

“Não sou voluntária, não. É minha obrigação defender a democracia, a liberdade. São prisões políticas, não só do Lula, mas muitas pessoas”, afirmou. “Eu acho que minha obrigação como artista é defender o lado certo: da justiça social, da equidade, liberdade para pessoas pretas, pobres, periféricas, Rafael Braga que ainda está preso. Então, estamos aqui para denunciar esse aparato judicial racista, misógino, fascista. Vamos continuar na luta até conseguir tudo que a gente acha justo”, acrescentou.

A artista também comentou sobre ter sido atingida por um ovo, durante apresentação na Festa Literária Internacional de Mucugê (Fligê), na Chapada Diamantina, no domingo passado (19) (leia mais aqui). “É uma reação esperada. Eu sou sempre atacada pelas coisas que defendo... por haters na internet, ou nos shows. Não foi a primeira vez. Mas esse foi um ato muito isolado, porque foi um dos shows mais bonitos do ano para mim. Eu amo cantar muito na Bahia. É um público muito receptivo, amoroso, um público politizado, maioria de esquerda. Eu sempre devolvo a violência com afeto, amor, porque estamos a gente está lutando inclusive por essas pessoas, e eles não sabem”, ponderou.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 19:00

Diretor do Irdeb rebate críticas por entrevista de Lula a TVE: 'É uma fonte'

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Diretor do Irdeb rebate críticas por entrevista de Lula a TVE: 'É uma fonte'
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), Flávio Gonçalves rebateu neste domingo (25) as críticas que a TVE recebeu por ter entrevistado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo o dirigente, a emissora não se posicionou ideologicamente ao petista.

“A TVE fez o que várias emissoras estão fazendo. A BBC vai entrevistar o Lula, o El País já entrevistou, a Folha de S. Paulo... O Lula é uma pessoa conhecida no mundo todo. É uma fonte. Todos os dias tem assunto do Lula no telejornal. É um assunto presente na cobertura jornalística. Então, é normal que qualquer emissora tenha o interesse de fazer uma entrevista com o Lula. E essa entrevista teve uma repercussão no mundo todo”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Ele usou exemplos de presos já entrevistados, como Suzane von Richthofen, e o líder do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola.

Segundo Gonçalves, a entrevista obteve cerca de três milhões de visualizações nas redes sociais, e foi reproduzida por emissoras públicas de Argentina, Alemanha e Portugal.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 18:40

Chico César elege Bolsonaro como 'pior presidente da história': 'Um bufão'

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Chico César elege Bolsonaro como 'pior presidente da história': 'Um bufão'
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

O cantor Chico César, uma das atrações do Festival Lula Livre, apontou neste domingo (25) que Jair Bolsonaro (PSL) é o “pior presidente da história” do Brasil, mesmo após apenas oito meses de governo. 

“Bolsonaro nem vai entrar para a história. Ele vai sair da história. Ele vai sair como um bufão, como um homem que levou o Brasil ao ridículo no plano internacional, que incendiou a Amazônia, que retirou direitos trabalhistas dos tempos de Getúlio Vargas. É o pior presidente da história já em oito meses de governo. Ele apontava que seria ruim, mas ele é péssimo”, opinou.

Para o artista, a liberdade para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva serve para “retomar a normalidade democrática no Brasil”. Esse ato é muito importante, porque Lula é um ícone, um símbolo do que acontece hoje no brasil. ele acaba se tornando, para além da questão pessoal, tem a retirada de direitos de todo o povo brasileiro: da população negra, das mulheres, LGBTs, desse assédio ao povo indígena, do desmatamento, de botar fogo numa floresta. Então, a prisão de Lula, depois do impeachment da presidente Dilma, termina sendo um passo antes de tudo isso acontecer piorando a vida do povo brasileiro. Nós temos que tirar o Lula da cadeia para trabalhar a retomada da normalidade democrática no Brasil. É super importante isso para todos nós”, pontuou.

O músico também indicou que seu próximo disco, anunciado este ano, traz reflexões sobre o contexto político do país. “É um disco que reflete bastante sobre os últimos anos, de 2013 para cá. Eu tenho estado muito atento, observando. E o disco traz esses comentários, sempre com o viés da poesia”, encerrou.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 18:40

Com menções a Lacerda, nova UDN faz 1º encontro e busca 'pessoas de bem'

por Luís Freitas | Folhapress

Com menções a Lacerda, nova UDN faz 1º encontro e busca 'pessoas de bem'
Foto: Divulgação

Entusiastas e futuros integrantes da UDN (União Democrática Nacional) fizeram neste sábado (24), em Campinas (SP), o primeiro encontro nacional do partido desde o início do movimento de retomada da sigla, extinta em 1965 pelo AI-2 (Ato Institucional número 2), durante a ditadura militar.

O partido ainda espera homologação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para ser refundado.

Um pedido para extinção do AI-2 foi negado pelo tribunal do começo do ano. Agora, os correligionários tentam recriar o partido como uma nova legenda.

Falta, porém, reunir as 500 mil assinaturas exigidas para a criação de um partido. Segundo o presidente da "nova" UDN, Marcus Alves de Souza, no entanto, o processo está evoluindo. "Estamos bem perto disso. Já temos delegados regionais em dez estados", afirmou.

A intenção de Souza é registrar a UDN até junho do ano que vem, para que o partido possa fazer sua convenção e lançar candidatos nas eleições municipais de 2020.

Ele negou que a meta do partido seja arregimentar o clã Bolsonaro, incluindo o presidente, após o desgaste do PSL.

"Nosso objetivo imediato é a homologação. Depois, vamos conversar com pessoas de bem que queiram ajudar o partido. Mas quem entrar vai rezar nossa cartilha. Que não venha ninguém que queira mandar na UDN, porque a UDN não vai ter dono", afirmou.

Do antigo partido, fundado em 1945 como oposição ao governo de Getúlio Vargas, a nova UDN guarda a bandeira de combate à corrupção. Os discursos (de moralidade e conservadorismo) também são parecidos com as ideias que levaram Bolsonaro à Presidência. 

Souza até quase parafraseou o lema da campanha do PSL em seu discurso. "Seremos o partido mais sério do Brasil, com Deus no controle".

"Não vamos ser um partido de aluguel. Quem estiver respondendo processo criminal não entra na UDN. E se entrar e se envolver em qualquer denúncia de crime será expulso. Somos a favor do Brasil", afirmou Souza.

Sobre o governo, Souza acredita que Bolsonaro "está no caminho certo". "Estou torcendo para que ele acabe com a corrupção. Falta melhorar um pouco o relacionamento com o Congresso, é o único problema que eu vejo."

Todos os presentes no encontro deste sábado são políticos ou ex-políticos com cargos de vereador ou no Executivo de pequenas cidades.

O presidente, Marcus Alves de Souza, nunca foi eleito para nenhum cargo. "Sempre atuei nos bastidores", disse. Ele foi presidente do PRP no Espírito Santo e sua maior posição foi a de subsecretário da Casa Civil do Estado.

Foi exonerado, em 2016, após denúncias de que tomava de volta parte do salário pago a um assessor. "Fui perseguido porque não quis fazer negociata com prefeituras. Sei que vou ser perseguido de novo. Enfrentei os poderosos e continuarei enfrentando", afirmou. Ele não foi denunciado criminalmente.

Entre os outros participantes do encontro, estão Carlos Aymar, ex-prefeito de Araçariguama (SP); sua mulher e atual prefeita, Lili Aymar, foi cassada pela Câmara da cidade em fevereiro acusada de usar R$ 40 mil em recursos públicos para alugar dois prédios para uso particular. Lili conseguiu retomar o cargo após uma liminar na Justiça.

Embora tenha sido realizado em Campinas, nenhum representante do Legislativo ou Executivo da cidade participou do encontro.

"O preço da liberdade é a eterna vigilância", frase atribuída a Carlos Lacerda, o mais conhecido udenista, foi bastante repetida nos discursos. "Ele foi um profeta. Olha o que está acontecendo hoje", disse Hélio Ribeiro (PSB), vereador em Indaiatuba (SP) e presidente da Associação dos Vereadores da Região de Campinas.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 18:20

Festival Lula Livre reúne apoiadores de petista com gritos anti-Moro no Farol da Barra

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Festival Lula Livre reúne apoiadores de petista com gritos anti-Moro no Farol da Barra
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

O Festival Lula Livre trouxe petistas e apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na tarde deste domingo (23) ao Farol da Barra. Além das manifestações que marcaram os 500 dias de prisão de Lula, o evento teve gritos de prisão ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pelo julgamento do petista na Justiça Federal de Curitiba. 

A tarde contou com pequenas apresentações musicais. De cima de um trio elétrico, se apresentaram Ana Cañas, Chico César e Manno Góes, que antes do show chamou o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) de “oportunista político” por apoiar o presidente Jair Bolsonaro (PSL) (veja aqui). 

Da classe política, entre o público, marcaram presença o ex-secretário de Ciência e Tecnologia Rodrigo Hita (PSB), a deputada estadual Olívia Santana (PCdoB), o presidente do PT, Everaldo Anunciação (PT), e o deputado federal Nelson Pelegrino (PT).

Segundo os organizadores, cerca de 15 mil pessoas compareceram ao evento.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 18:15

Pelegrino diz que PT pode ou não ter candidato 'afrodescendente' à prefeitura de Salvador

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Pelegrino diz que PT pode ou não ter candidato 'afrodescendente' à prefeitura de Salvador
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Ventilado como possível candidato à prefeitura de Salvador em 2020, o deputado federal Nelson Pelegrino (PT) afirmou neste domingo (25) que a sigla pode ou não ter um “companheiro afrodescendente” com postulante ao Palácio Thomé de Souza.

“Eu acho que nós temos totais condições de ter um bom candidato no PT. pode ser um companheiro afrodescendente, como poderá não sê-lo. Acho que é um elemento que pode influenciar na discussão, mas não é um elemento final. Vamos construir uma candidatura de forma unificada no partido, e essa candidatura representará os interesses da sociedade baiana, soteropolitana, e terá que ser capaz de apresentar um projeto de maioria para Salvador”, indicou.

Na segunda rodada de pesquisas realizada pelo Bahia Notícias em parceria com o Instituto Paraná, Pelegrino aparece com 8,5%. O petista vem atrás de Isidório, com 15,6%, Lídice da Mata (PSB), com 13,4%, Bruno Reis (DEM), com 12,9% (leia mais aqui).

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 18:00

Everaldo prega unidade na disputa interna do PT e não crê em acirramento

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Everaldo prega unidade na disputa interna do PT e não crê em acirramento
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação acha que as disputas internas pela presidência estadual da sigla não se acirrem a ponto de ocorrer um tensionamento. De acordo com o petista, há “algo maior”, fora da sigla, para que os correligionários se preocupem.

“Eu não acredito que se acirre assim, porque há algo maior fora que temos que cuidar da liberdade de Lula, combater os ataques à retirada de direitos, a imagem do Brasil que está sendo jogada no lixo pela irresponsabilidade presidente da República, lutar que instituições como a Justiça possam ser preservada, que figuras como o Moro e o Dallagnol não estraguem instituições importantes”, declarou.

Para Everaldo, ainda é possível que se crie uma “unidade”. “Eu acredito que a gente possa fazer esse esforço. Não que a diferença de ideias não ajude o PT. Eu acho que elas ajudam a construir, mas eu acho que, neste momento, a disputa por si só, não é a coisa mais adequada. Vou continuar apostando que a gente busque mais unidade”, pontuou.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 17:40

Manno Góes diz que ACM Neto é 'oportunista político' por apoio a Bolsonaro

por Lucas Arraaz / Matheus Caldas

Manno Góes diz que ACM Neto é 'oportunista político' por apoio a Bolsonaro
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Presente neste domingo (25) para se apresentar no Festival Lula Livre, o compositor Manno Góes criticou o prefeito ACM Neto (DEM). Para o artista, o gestor é “hipócrita” e “conivente com tudo que está acontecendo”, em referência ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

“ACM [Neto], como toda a família dele: é um hipócrita. É óbvio que ele é conivente com tudo que está acontecendo e aliado com tudo de errado que está aí. É um oportunista político que vai dançar de acordo com sua cretinice típica dele”, disse, em entrevista ao Bahia Notícias.

Góes também afirmou que “não é nenhum otário” para se preocupar com eventual estigmatização que pode sofrer por se apresentar num festival de apoio a um político petista. “Eu não sou nenhum otário de ficar preocupado com a opinião de quem estigmatiza uma ação cultural, uma ação em prol de um país, de mudanças e de conscientização necessárias. O que acho mais importante é que as pessoas tenham consciência do que está acontecendo. Você não vai abrir a cabeça de ninguém pra colocar essas ideias. Você vai através de arte, de explicações, e mostrar os equívocos que estão acontecendo e que precisam ser transformados”, pontuou.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 17:20

Bolsonaro pede que PF investigue 'dia do fogo' após pecuarista lançar suspeitas sobre ICMBio

por Talita Fernandes | Folhapress

Bolsonaro pede que PF investigue 'dia do fogo' após pecuarista lançar suspeitas sobre ICMBio
Foto: Carolina Antunes/PR

presidente Jair Bolsonaro (PSL) pediu neste domingo (25) que o ministro Sergio Moro (Justiça) determinasse a investigação do "dia do fogo" pela Polícia Federal.

Ficou conhecido por esse nome o dia 10 de agosto, quando houve uma explosão de focos de incêndio no sudoeste do Pará. Fazendeiros do entorno da BR-163 anunciaram nesta data queimadas na região.

O caso já estava sendo apurando pelo Ministério Público Estadual do Pará em Novo Progresso. Há dez dias, o órgão afirmou ter acionado a Polícia Civil e já ter ouvido três pessoas. Somente neste domingo o governo Bolsonaro anunciou apuração sobre o tema. 

"Sim, fui contatado hoje mesmo pelo presidente Jair Bolsonaro sobre o fato e solicitando apuração rigorosa. A Polícia Federal vai, com sua expertise, apurar o fato. Incêndios criminosos na Amazônia serão severamente punidos", escreveu Moro no Twitter neste domingo.

A manifestação do governo Bolsonaro sobre o "dia do fogo" coincide com a publicação neste domingo de uma reportagem do Globo Rural. O texto traz uma declaração de uma pecuarista identificada como Nair Brizola, do município de Cachoeira da Serra. Sem mostrar fotografias ou outras evidências materiais, ela diz ter visto carros do ICMBio sendo usados para atear fogo no local.

O ICMbio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) é um órgão governamental vinculado ao Ministério do Meio Ambiente. 

"Esse povo, se eles veem você, eles já vêm armado, já manda você parar, já toma seu celular. Você não pode fazer nada. As caminhonetes que eles andam fazendo esse terror todo, está escrito ICMbio. O presidente Bolsonaro tá certo quando diz que essas Ongs estão botando fogo," diz trecho da reportagem.

A publicação do Globo Rural foi replicada também pelo ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente).

"O presidente Jair Bolsonaro determinou abertura de investigação rigorosa para apurar e punir os responsáveis pelos fatos narrados", escreveu Salles em sua conta do Twitter.

Além da declaração da pecuarista, a reportagem diz que "sindicalistas, produtores rurais, comerciantes e grileiros, combinaram através de um grupo de WhatsApp incendiar as margens da BR163, rodovia que liga essa região do Pará aos portos fluviais do Rio Tapajós e ao Estado de Mato Grosso", diz o texto. 

Segundo o texto, a intenção deles era "mostrar ao presidente Jair Bolsonaro que apoiam suas ideias de 'afrouxar' a fiscalização do Ibama e quem sabe conseguir o perdão das multas pelas infrações cometidas ao Meio Ambiente."

Questionado sobre o objetivo da apuração, Salles disse à reportagem que a intenção do governo é apurar o episódio como um todo, não interessando quem possa ser o autor dos incêndios.

"O presidente disse que queria apuração para apurar o dia do fogo. Não é pré-determinado. Não importa quem seja [o autor]. Quem for identificado vai ser punido", disse.

Segundo o ministro, o papel do Ministério do Meio Ambiente é auxiliar a PF nas investigações. Ele disse que a apuração considerará todas as hipóteses e que podem ser investigados tanto os produtores rurais quanto agentes do Ibama e do ICMBio.

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) também usou as redes sociais para tratar do caso. Ele publicou a reportagem destacando a declaração em que a produtora rural lança suspeitas sobre agentes do ICMBio.

"É o ICMBio [órgão do governo federal]. Tinha uma moto preta colocando fogo em tudo aqui. E eles foram na minha propriedade com essa moto amarrada em cima da caminhonete deles. Tava escrito lá na porta", escreveu o senador, filho mais velho do presidente Bolsonaro.

"Isso aí, ministro Ricardo Salles. Caso se confirme essa aberração, ficará evidente que o boicote ao governo existe e vem de pessoas infiltradas nos próprios órgãos oficiais. Siga firme na missão!", complementou Flávio.

O "dia do fogo" foi revelado no último dia 5 pelo jornal Folha do Progresso, de Novo Progresso. De acordo com a publicação, os produtores se sentem "amparados pelas palavras do presidente" Jair Bolsonaro e coordenaram a queima de pasto e áreas em processo de desmate na mesma data. O objetivo, segundo um dos líderes ouvidos sob anonimato, é mostrar para o presidente que querem trabalhar.

O aumento nas queimadas acontece quase um mês depois de o presidente Jair Bolsonaro ter dito, no último dia 19 de julho, que não acreditava nos dados divulgado no site do Inpe referentes ao aumento do desmatamento na Amazônia, que, segundo o sistema Deter, foi maior em junho e julho de 2019 em relação aos mesmos meses de 2018.

O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) registrou uma explosão de focos de incêndio no sudoeste do Pará no dia 10, segundo monitoramento do Programa Queimadas.

Principal cidade da região, Novo Progresso (1.643 km a sudoeste de Belém) sofreu um aumento de 300% em casos de focos de incêndio no sábado em comparação com o dia anterior. Com 124 registros, foi o recorde do ano, mas durou pouco: no domingo (11), já pulou para 203 casos. Nos últimos dias, a cidade conviveu com uma densa nuvem de fumaça. 

Em Altamira, cuja parte do território está na área de influência da BR-163, o salto no sábado foi ainda maior, 743%, com 194 casos. No domingo, foram 237 ocorrências de fogo. Imagens de satélite mostram que grande parte desses incêndios está concentrada no entorno da rodovia. 

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 17:00

Olívia Santana vê com naturalidade patrocínio da Sudesb à Corrida dos Bancários

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Olívia Santana vê com naturalidade patrocínio da Sudesb à Corrida dos Bancários
Foto: Iuri Nunes / Divulgação

Ex-secretária de Trabalho, Emprego, Renda e Esportes do estado (Setre), a deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) disse que “não vê com estranheza” o patrocínio de R$ 50, 7 mil dado pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) à 23ª Corrida dos Bancários, que foi realizada na manhã deste domingo (25), em Salvador (leia mais aqui). A corrida realizada pelo sindicato ligado ao PCdoB ganhou o patrocínio de pasta gerida também pela sigla comunista.


“Eu não vejo nada de ilícito em a Sudesb patrocinar alguma atividade, seja dos bancários, ou de qualquer segmento do movimento sindica. A Sudesb patrocina movimentos das diversas matrizes. Então, não vejo com nenhuma estranheza que apoie qualquer atividade do movimento sindical”, opinou, em entrevista ao Bahia Notícias.

A parlamentar que ocupou o comando da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte ainda reiterou que aprova “qualquer apoio lícito” eventualmente dado pela Sudesb, que é vinculada à Setre. “Essa corrida dos bancários existe já há muitos anos. Outros apoios já aconteceram. Eu sou contra qualquer apoio ilícito. Mas, se é lícito, feito dentro dos parâmetros, os mesmos que a Sudesb usa para apoiar outras iniciativas, por que não pode apoiar?”, concluiu.

 

A Sudesb, comandada por Vicente Neto, quadro desde 1985 do PCdoB, deu ao evento uma verba de R$ 50,7 mil. O sindicato é presidido por Augusto Vasconcelos, também filiado à legenda.

Polícia apreende mais de 1 tonelada de maconha na Bahia em oito dias
Foto: Divulgação

Cerca de 1,7 tonelada de maconha foi apreendida em uma semana na Bahia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o saldo foi contabilizado entre as duas últimas sextas-feiras, dias 16 e 21.

Segundo a pasta, as apreensões foram feitas tanto na Região Metropolitana de Salvador, quanto no interior do estado, através de ações conjuntas entre as Polícias Civil e Militar.

Destacam-se apreensões feitas em Juá, município administrado por Canudos, e em Salvador, nos bairros da Boca do Rio e Pituaçu. Além disso, um homem foi detido enquanto fazia o transporte da droga entre Irecê e Luís Eduardo Magalhães.

Cedeca/Bahia promove ato em combate ao homicídio e à impunidade nesta segunda
Foto: Divulgação

O Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan (Cedeca/Bahia), após sugestão do Grupo Pela Vida, fará nesta segunda-feira (26) um ato para ressaltar o Dia Estadual de Combate a Homicídios e a Impunidade. A manifestação acontecerá entre 9h e 12h, no Campo da Pólvora.

Em nota, o grupo afirma que o objetivo é “chamar atenção dos transeuntes, instigando a reflexão sobre o tema e fomentando o debate da população a respeito dos números sempre elevados de homicídios no nosso país e estado”.

Estarão presentes no protesto membros atendidos pelo Cedeca e profissionais do grupo.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 16:00

Apontado como aliado, Evo Morales critica política de armas de Bolsonaro

por Sylvia Colombo | Folhapress

Apontado como aliado, Evo Morales critica política de armas de Bolsonaro
Foto: Divulgação / Presidência da Bolívia

São quase 9h quando o avião que serve Evo Morales, 59, começa a aterrissar em Oruro, no centro-oeste da Bolívia.

"Aqui está, senhor presidente", diz a assistente do mandatário, oferecendo-lhe um pente. Evo ajeita o cabelo cuidadosamente antes de desembarcar.

Ainda era cedo, mas o dia do presidente havia começado horas antes. Às 5h, um segurança avisou os oficiais, vestidos com uniformes tradicionais do Exército, que o presidente já havia deixado sua residência.

Pouco depois, Evo aparece no pátio interno da Casa Grande del Pueblo, a residência presidencial boliviana -uma torre de mais de 120 metros e paredes de vidro-, localizada atrás do Palácio Quemado, antiga sede do governo.

No 13º andar do edifício, Evo conduz uma reunião com seus ministros. Dali, sobe até o heliponto e embarca para chegar à pista da base aérea.

A Folha de S.Paulo viajou no jato do líder boliviano a convite do presidente. Evo o utiliza para visitar dois ou mais Departamentos (Estados) do país por dia.

Dentro da aeronave, viajavam também um ministro, o diretor das filmagens de sua campanha eleitoral e a assistente.

Neste dia, Evo visitou a cidade de Oruro, onde se reuniu com o governador local e participou de dois atos: a entrega de kits de ciência a alunos de vários colégios da região e um encontro com militantes, sindicalistas e simpatizantes.

Em todos os eventos, é preciso abrir caminho entre várias pessoas que gritam e tentam tirar fotos do presidente.

Ao chegar à escola, Evo é cercado com pedidos de selfie dos estudantes. Quando, por fim, estão todos no palco, o ginásio reverbera o hino nacional, cantado por todos com a mão direita sobre o coração e o punho esquerdo levantado.

O presidente percorre o colégio visitando laboratórios recém-inaugurados. Na saída, é parado por uma professora que está com as bochechas vermelhas de emoção.

No segundo evento do dia, num ginásio poliesportivo, Evo faz um discurso mais focado na campanha eleitoral. No poder desde 2006, disputa a presidência por meio de um controverso processo que lhe deu a chance de concorrer ao cargo pela quarta vez consecutiva.

Se discorreu sobre a importância da ciência aos estudantes, criticou a oposição aos trabalhadores. Mostrou cópias de jornais antigos com notícias sobre casos de corrupção e os números da economia em gestões anteriores à dele.

Em 2006, quando assumiu, Evo recebeu o país com PIB de US$ 9 bilhões. Hoje, esse índice é de US$ 37 bilhões.

Há 13 anos, os pobres representavam 60% da população. Hoje, são 35%. Pelo quinto ano seguido, a Bolívia é o país sul-americano que mais cresce, com alta de 4,2% em 2018 segundo o Banco Mundial -mais que Brasil e Argentina juntos.

"Não me abandonem agora, ainda temos muito o que fazer." A plateia entoa: "Evo amigo, o povo está contigo".

No almoço, Evo senta-se na cabeceira da mesa. Uma TV mostra que manifestações marcadas para aquele dia fracassaram -a maioria dos canais é alinhada ao governo. Evo lamenta com a cabeça. "Tinha três pessoas em cada um".

Os protestos têm ocorrido a cada dia 21 desde 21 de fevereiro de 2016. Naquela data, o governo convocou um referendo para decidir a retirada de um artigo na Constituição que impede mais de uma reeleição.

Essa não é a primeira vez que ele manobra para disputar eleições consecutivas.

Em 2009, uma nova Constituição foi aprovada, e Evo passou a defender que, apesar de já ter governado o país durante dois mandatos, poderia disputar a Presidência pela terceira vez porque o primeiro termo ocorreu antes da nova Carta.

O tribunal constitucional aceitou o argumento, e em 2014 foi reeleito com 63,3% dos votos. Dois anos mais tarde, no entanto, veio a derrota. O referendo convocado em 2016 revelou-se um fracasso.

Evo não engoliu o resultado e usou outra artimanha para concorrer. "Perdi o referendo. Mas depois de ver muita gente chorando, e os membros do meu gabinete dizendo que a Bolívia ia regredir se eu saísse, resolvi buscar uma nova figura política dentro da Constituição que me permitisse", diz Evo à Folha. "E encontramos."

Para o presidente, a cláusula da Constituição que garante a todo boliviano o direito de se candidatar à Presidência respaldaria sua vontade de disputar o cargo pela quarta vez.

Segundo a visão de Evo sobre as leis, caso não pudesse participar da corrida eleitoral, seus direitos estariam sendo desrespeitados. O artigo constitucional evocado pelo presidente existe para garantir que qualquer cidadão, incluindo presos políticos, possam se candidatar, e não para perpetuar líderes nos cargos.

O argumento contrariou parte da população, que desde então está convencida de que Evo atuou de modo antidemocrático para disputar o pleito de 20 de outubro. Persuadiu, contudo, os juízes.

Agora, o presidente lidera as pesquisas, com 34% das intenções de voto, contra 28% do ex-mandatário Carlos Mesa.

Após a transmissão do boletim político na televisão, veio o noticiário esportivo. A Folha lembra de um jogo festivo em que Evo atuou ao lado de veteranos da seleção boliviana.

O presidente passa a esbanjar modéstia. Afirma ser um bom cobrador de pênaltis e diz que hoje está "pesado, gordo", mas que, quando está bem, faz "3.000 abdominais em três séries de mil".

Único sobrevivente, no plano político, da chamada "onda vermelha" da América do Sul --com a exceção do venezuelano Nicolás Maduro, cujo regime se tornou uma ditadura--, Evo diz não gostar do termo, mas crê ter se transformado numa "referência".

"Todos os presidentes da região me têm como um fator de unidade. Porque me relaciono com respeito com todos."

Incluindo Jair Bolsonaro. Evo realizou a proeza de participar das posses de Maduro e do presidente brasileiro, que se mostrou contente com a decisão do boliviano de não ir ao encontro do Foro de São Paulo em Caracas, em julho.

Na última cúpula do Mercosul, na Argentina, Bolsonaro tinha dito que Evo estava "mudando", e o símbolo dessa mudança seria a ajuda ao Brasil no processo de extradição do italiano Cesare Battisti.

Enquanto ouve a Folha perguntar sobre a aproximação com o brasileiro, porém, ele balança a cabeça negativamente.

"Primeiro, o caso de Battisti era um caso de legalidade internacional, não foi uma decisão política. Sempre vamos agir dentro da lei", afirmou.

"E não é porque temos diferenças ideológicas que não vamos nos relacionar politicamente. Relacionamo-nos bem com todos os presidentes, desde que tenham sido eleitos de forma democrática."

Durante um dos discursos da manhã, Evo criticou a política de armas do governo brasileiro. A bordo do jato, voltou ao tema. "Tenho lido sobre isso e acho gravíssimo. Não compartilho a ideia de permitir mais armas para que brancos matem a população pobre do país", diz.

"A Bolívia nunca fará isso. Há uma diferença ideológica importante entre nós. Mas, ainda que exista essa diferença, como presidente eleito democraticamente, eu o respeito."

O dia termina com outros três atos em Trinidad, capital do departamento de Beni. Novos discursos de campanha e um jantar para autoridades locais em uma churrascaria.

Depois de comer, anuncia um novo trecho da viagem, desta vez para Cochabamba. Sua assistente diz que "o presidente é assim". "Faz o que quer."

Ao chegar a Chochabamba, Evo desce do avião e diz: "Vocês ficam aqui, ok?". Eram 22h e ninguém, incluindo a assistente, tinha reservado hospedagem ou levado roupas extras.

Depois de um dia que havia começado às 5h, Evo se dava o direito de manter segredo do que faria à noite. Enquanto voltava para dentro da base aérea, deu adeus a todos e partiu. O presidente é assim.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 15:40

Festival Lula Livre inicia com chuva e público tímido; veja programação

por Lucas Arraz

Festival Lula Livre inicia com chuva e público tímido; veja programação
Foto: Lucaz Arraz / Bahia Notícias

Organizado em protesto aos 500 dias de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o Festival Lula Livre teve início, neste domingo (23), com público tímido e pancadas de chuva no Farol da Barra. 

A organização do evento espera 40 mil pessoas neste domingo no local. Para isso, conta com a apresentação de artistas conhecidos pelos baianos como Manno Goés, Ana Canãs e Chico César. As apresentações serão curtas e intercaladas por falas partidárias e vídeos do ex-presidente. 

O evento teve início pontualmente às 14h. Já passaram pelo trio elétrico usado como palco o coletivo Eu Luto e o Bando Pé no Mato.

Confira o horário das próximas apresentações: 

16h00 - Manno Góes 
16:30 - Dão 
16:40 - Matilde Charles 
16:50 - Márcia Short
17:00  -Buck Jones 
17:20 - Sandra Simões 
17:30 - Pedro Rosa
17:40 - Ana Cañas e Chico César
18:50 - Nova Era
19:10 - Cortejo Afro 


Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 15:20

Festival Lula Livre recolhe assinaturas para 'cancelar' processos de Lula com Moro

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Festival Lula Livre recolhe assinaturas para 'cancelar' processos de Lula com Moro
Foto: Lucaz Arraz / Bahia Notícias

Líder estadual da Frente Brasil Popular (FBP) e um dos organizadores do Festival Lula Livre neste domingo (25), Walter Takemoto projetou três milhões de assinaturas na Bahia no documento confeccionado pelo Comitê Nacional Lula Livre para que o Supremo Tribunal Federal (STF) cancele os processos conduzidos pelo ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) que culminaram na prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Operação Lava Jato.

“O Comitê Nacional Lula Livre está fazendo a coleta no país todo de um abaixo-assinado que exige do STF o cancelamento dos processos que foram conduzidos pelo juiz Moro diante das denuncias do Intercept e de outros órgãos de imprensa, de que houve manipulação de provas, intervenção do juiz no processo junto com o MPF, o que é constitucionalmente ilegal. Portanto, nós queremos o cancelamento e um julgamento justo para o Lula. Aqui na Bahia, a nossa meta é coletar três milhões de assinaturas”, declarou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Durante o evento, que acontece no Farol da Barra, a previsão de Takemoto é de que mais de 40 mil pessoas compareçam.

Acusado de estuprar criança de 8 anos é preso em Pindobaçu
Foto: Reprodução / Jacobina Notícias

Acusado de estuprar uma criança de oito anos, Dernival Lopes de Carvalho, o Derni, de 51 anos, foi preso na última sexta-feira (23) por agtentes da Polícia Civil, em Pindobaçu, no Piemonte Norte do Itapicuru. A informação é do site Jacobina Notícias.

Segundo informações da 19ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Senhor do Bonfim), Dernival é apontado como autor de um estupro praticado contra a criança. Segundo a reportagem, o suspeito teria ameaçado a criança para não contar sobre o crime à família.

Ele permanece detido na carceragem da 19ª Coorpin, e está à disposição da justiça.
 

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 14:40

Shows voluntários compõem Festival Lula Livre Salvador, pontua Cedro

por Lucas Arraz / Matheus Caldas

Shows voluntários compõem Festival Lula Livre Salvador, pontua Cedro
Foto: Lucaz Arraz / Bahia Notícias

Presidente da Central Única dos Trabalhadores na Bahia (CUT-BA), Cedro Silva diz que o Festival Lula Livre serve para refletir o sentimento de “65% da população que não concorda com a prisão de Lula”. O evento acontece na tarde deste domingo (25), no Farol da Barra (leia mais aqui). 

“Nós esperamos um público bom. Está cedo ainda. Mas o importante é o 65% da população que não concorda com a prisão de Lula, acredita que ele é inocente e, por isso, esse festival vem se repetindo em todo o Brasil. É um festival pra chamar atenção que o sistema de Justiça brasileiro não pode seguir esses caminhos errados como estamos vendo nas denuncias. isso aconteceu com Lula, mas pode acontecer com qualquer pessoa”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. “O festival tem intenção de reforçar que o STF julgue a questão do [Sergio] Moro (ministro da Justiça e Segurança Pública), como também libertar Lula, que nós consideramos preso político”, acrescentou.



Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias


Segundo Cedro, grande parte dos artistas se apresentará no evento de forma voluntária. Uma porcentagem dos recursos, segundo ele, será financiada com a venda de produtos, que estão sendo comercializados no local. “Aqui é muita gente participando de forma voluntaria. Os cantores de nome vêm aqui dar uma “palhinha”, cantar duas músicas e ir embora, simplesmente pelo sentimento de justiça que há no país, que tem que se fazer com o presidente Lula, preso sem provas. A gente também faz uma vaquinha, vendendo camisa, button, para angariar recursos”, explicou.

 

 

A organização do evento espera 40 mil pessoas neste domingo na Barra. Para isso, conta com a apresentação de artistas conhecidos pelos baianos como Mano Goés, Ana Canãs e Chico Cezar. As apresentações serão curtas e intercaladas por falas partidárias e vídeos do ex-presidente. Confira o horário das próximas apresentações: 

16h00 Mano Goes 
16:30 Dão 
16:40 Matilde Charles 
16:50 Márcia Short
17:00 Buck Jones 
17:20 Sandra Simões 
17:30 Pedro Rosa
17:40 Ana Cañas e Chico Cezar
18:50 Nova Era
19:10 Cortejo Afro 

Antes do Festival Lula Livre, apoiadores do governo vão a Barra pedir mudanças no STF
Foto: Marina Silva / Correio

Se apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reúnem no Farol da Barra na tarde deste domingo (25) para o Festival Lula Livre, simpatizantes ao governo Bolsonaro foram pela manhã ao mesmo local para protestar contra o projeto de lei do Abuso de Autoridade e a favor de mudanças na composição do Supremo Tribunal Federal (STF). A informação é do jornal Correio.

Segundo os organizadores, cinco mil pessoas compareceram ao ato. Eles levaram cartazes como "Bolsonaro mito", "Moro herói nacional" e "Limpa STF". A manifestação se deslocou até o Morro do Cristo, teve direito a trio elétrico, e terminou por volta das 12h.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 14:00

Geraldo Jr. cogita filiação ao MDB 'num futuro próximo': 'Tapete vermelho está estendido'

por Rodrigo Daniel Silva / Matheus Caldas

Geraldo Jr. cogita filiação ao MDB 'num futuro próximo': 'Tapete vermelho está estendido'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O presidente da Câmara de Vereadores, Geraldo Jr. (SD), indicou a possibilidade de uma filiação ao MSDB num “futuro próximo”. Segundo ele, o ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima disse que “o tapete vermelho do partido está estendido” para sua chegada.

“Há grandes rumores na cidade. Estou muito satisfeito no meu partido. As portas estão abertas no MDB pra mim. Lúcio vieira Lima e o presidente atual do partido [Alexsandro Freitas] eu tenho uma estima de ordem pessoal. Lúcio disse que, para Geraldo Jr., o tapete vermelho está estendido. Então é um partido que eu tenho grande afeição, gosto demais, gosto dos dirigentes, gosto dos amigos que são militantes desse partido e, sem sombra de dúvida, pode ser uma janela e uma porta pra, quem sabe, no futuro próximo a gente fazer parte dessa agremiação”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Frequentemente, aliados do parlamentar, e o próprio, vem colocando-o como postulante à prefeitura de Salvador. Na última sexta-feira (23), quando perguntado sobre a possibilidade de Bruno Reis ser o candidato pelo DEM à sucessão de ACM Neto, Geraldo Jr. disse que é necessário haver “aliados, ter partidos que estejam ao seu lado, e a cidade querer que você seja o representante” (relembre aqui).

Barreiras: Motorista perde controle de veículo, invade pizzaria e mata pessoa
Foto: Reprodução / Blog Braga

Uma motorista perdeu o controle e invadiu uma pizzaria, na madrugada deste domingo (25), pouco depois das 2h30, no centro da cidade de Barreiras, deixando uma vítima fatal e quatro pessoas feridas, segundo o blog Braga.

De acordo com informações da polícia, uma mulher conduzia um VW/Gol na Avenida Benedita Silveira e não conseguiu contornar a rotatória. Subiu na calçada, atingiu as barras de proteção e “voou” para dentro da pizzaria.

Raquel Francisca dos Santos Souza, de 32 anos, foi atingida na cabeça e morreu na hora. Outras quatro pessoas também foram atingidas, sendo socorridas pelo Samu para o Hospital do Oeste, uma em estado grave e outras três com ferimentos mais leves.

A condutora admitiu para as autoridades policiais que havia ingerido duas doses de bebida alcoólica. Com a condutora estaria também um homem que, segundo informações, teria fugido depois do acidente.

Além do Samu, uma guarnição do Corpo de Bombeiros esteve no local para eventual remoção de vítima das ferragens, Guarnições da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e também Polícia Técnica. O Departamento de Polícia Técnica periciou o local, o carro e o corpo da vítima fatal e depois fez a remoção para o necrotério do DPT no Disep. A condutora foi conduzida à Delegacia para dar seu depoimento.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 13:20

Delações reforçam 'propinoduto' no metrô paulista em governos do PSDB

por José Marques e Flávia Faria | Folhapress

Delações reforçam 'propinoduto' no metrô paulista em governos do PSDB
Foto:

Uma década após a Polícia Federal encontrar indícios de pagamentos de propina da empreiteira Camargo Corrêa em obras do Metrô de São Paulo, em documentos apreendidos no âmbito da Operação Castelo de Areia, novas suspeitas de irregularidades no sistema metroferroviário continuam surgindo.

Em novas delações premiadas, executivos de empresas e até um ex-funcionário do estado têm apontado supostos pagamentos de propina e formação de conluios para a elaboração de projetos e construção das linhas do Metrô e da CPTM, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

Os episódios relatados aconteceram em gestões tucanas entre o fim dos anos 1990, no governo Mario Covas, e o quarto mandato de Geraldo Alckmin, encerrado em 2018.

São citados supostos repasses a campanhas de políticos do PSDB e do DEM, entre eles o ex-governador José Serra (PSDB), que sempre negou ter recebido qualquer tipo de vantagem indevida.

O Metrô e a CPTM ficaram conhecidos pelos frequentes atrasos em obras, aditivos em contratos que oneram os cofres públicos, trechos inconclusos e um desabamento que deixou sete mortos em 2007.

Os órgãos, subordinados à Secretaria de Transportes Metropolitanos, viraram alvo recente da Lava Jato de São Paulo, com uma denúncia que tornou 14 pessoas rés sob acusação de corrupção por situações que ocorreram nas linhas de 2004 a 2014.

Alguns nomes se repetem com frequência nos escândalos de corrupção.

Um deles é o de Sérgio Corrêa Brasil, 67, que foi gerente e diretor do Metrô, além de assessor de parcerias público-privadas na Secretaria Estadual de Planejamento.

Nos últimos meses, ele fechou delação com o Ministério Público Federal --a primeira de um funcionário público envolvido no esquema do Metrô. Os outros são Luiz Carlos Frayze David (ex-presidente do Metrô) e Décio Tambelli (ex-diretor de Operações). Eles aparecem como beneficiários de suborno nas delações de executivos da Odebrecht, homologadas em 2017. Em anotações apreendidas pela PF em 2009, na Castelo de Areia, já eram citados por supostos repasses do doleiro da Camargo Corrêa, Kurt Paul Pickel.

Nelas, eram ligados a repasses pelas obras das linhas 2-verde e 4-amarela. Também eram mencionados pagamentos a conselheiros do TCE (Tribunal de Contas do Estado).

A operação, no entanto, acabou anulada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) dois anos depois, por ter sido baseada em denúncia anônima.

Em seu acordo, Sérgio Brasil se comprometeu a ressarcir R$ 6,6 milhões aos cofres públicos. Já David e Tambelli não precisaram fazer colaboração: o prazo para a apresentação de acusações sobre os episódios prescreveu.

Em 2010, a Folha registrou, com seis meses de antecedência, quais seriam os vencedores de seis lotes da linha 5-lilás. A expansão dela foi contratada por R$ 6,6 bilhões, em valores do ano passado.

Três anos depois da série de reportagens, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) firmou um acordo de leniência com a Siemens, que delatou às autoridades crimes supostamente praticados por ela, outras 15 empresas e mais de uma centena de funcionários em licitações de 1998 a 2013.

O acordo, que abrangia outros estados, resultou neste ano na condenação ao pagamento de R$ 515 milhões por 11 empresas, como a Alstom e a Bombardier.

Em nota, a Secretaria de Transportes Metropolitanos, agora sob a gestão de João Doria (PSDB), informou que a atual gestão da pasta "é a maior interessada na apuração dos fatos para que os culpados sejam punidos e o estado, ressarcido".

"A STM apoia as investigações sobre todas as suspeitas de irregularidade ou de corrupção e está sempre à disposição das autoridades para contribuir com o andamento dos processos", disse.

A Alstom não tem comentado o caso, e a Bombardier já afirmou que contestará a decisão do Cade. Luiz Carlos Frayze David e Décio Tambelli e suas defesas não foram localizados.

G7 concorda em ajudar países afetados por incêndios na Amazônia, diz Macron
Foto: Omer Messinger / EFE

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse neste domingo (25) que a cúpula do G7, reunida no sudoeste da França neste final de semana, concordou em ajudar os países atingidos pelas queimadas na Amazônia "o mais rápido possível".

"Há uma convergência real para dizer que todos concordamos em ajudar os países afetados por esses incêndios o mais rápido possível", disse Macron, anfitrião da cúpula das sete grandes economias mundiais, que termina nesta segunda-feira (26) na cidade de Biarritz, no sudoeste da França.

As queimadas na Amazônia foram inseridas na pauta do G7. O objetivo é chegar a um consenso sobre a ajuda financeira para os países sul-americanos combaterem o desmatamento e promoverem o reflorestamento.

Feira de Santana: Jovem de 16 anos e mulher são mortos no mesmo local
Foto: Reprodução / Acorda Cidade

Dois homicídios foram registrados na noite de sábado (24) em Feira de Santana, de acordo com o site Acorda Cidade. Por volta das 21h30 em um terreno baldio na Rua Senhor do Bomfim, bairro Novo Horizonte, Pietro da Silva Santos, de 16 anos, foi morto a tiros nas regiões do tórax, pescoço, braço esquerdo e direito.

De acordo com a polícia, informações colhidas no local apontam que a vítima estava sentada na porta de casa, quando passou um veículo de cor e modelo não informados, tendo um homem descido e efetuado os disparos contra o jovem, que ainda tentou correr.

Durante a ação criminosa, Rita de Cássia Barbosa da Silva, 52 anos, foi atingida na perna por um disparo, sendo socorrida para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). Segundo informações, a vítima estava na porta de casa com suas duas netas, quando foi atingida.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 12:20

Governo desbloqueia R$ 38,5 milhões para Defesa combater incêndios na Amazônia

por Fábio Pupo | Folhapress

Governo desbloqueia R$ 38,5 milhões para Defesa combater incêndios na Amazônia
Foto: Daniel Beltrá/Greenpeace

O Ministério da Economia aprovou a liberação imediata de R$ 38,5 milhões para o Ministério da Defesa. O valor a ser desbloqueado atende a um pedido feito pela pasta para as operações de combate a queimadas na Amazônia. 

"Feitas as primeiras estimativas de valor, considerando o cenário fiscal vigente, o Ministério da Economia aprovou a liberação imediata de R$ 38,5 milhões, procurando atender de forma emergencial pleito apresentado pela Defesa", afirma a pasta em nota. 

O ministério comandado por Paulo Guedes ainda afirma estar acompanhando a evolução do tema e diz que tomará as providências necessárias, em conjunto com a Defesa, para atender o decreto que emprega as Forças Armadas para combater o fogo na região. 

O decreto de sexta-feira (23) autorizou o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem na Amazônia Legal. O objetivo é criar ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais e fazer levantamento e combate a focos de incêndio. 

Neste sábado, a Força Aérea Brasileira (FAB) começou a usar duas aeronaves C-130 Hércules no combate aos focos de incêndio.

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 12:00

Odebrecht apresenta seu plano de recuperação aos credores

Odebrecht apresenta seu plano de recuperação aos credores
Foto: Divulgação

A Odebrecht construtora apresentará nesta segunda-feira (25) oficialmente o seu plano de recuperação judicial aos credores — neste caso, não só aos bancos, que detêm o grosso da dívida, de acordo com a coluna Radar Online, da revista Veja. O prazo para ser aprovado é até o final do ano.

Ainda segundo a coluna, a negociação está enrolada da Odebrecht com os bancos credores. As conversas não têm avançado. Quem participa delas se mostra preocupado dado "os valores dramáticos" envolvidos.

Um dos fatores que mais complica a vida da Odebrecht em sua tentativa de sobreviver é a única joia da coroa que restou, a Braskem. Meses atrás, seu valor de mercado era de R$ 20 bilhões. Hoje, não passa de R$ 9 bilhões.

Gandu: Traficante responsável por morte de criança é morto em Aracaju
Foto: Divulgação

O traficante Manoel Paulo Laurentino dos Santos, o “Paulão”, responsável pelo homicídio do pequeno Lucas, de 9 anos, e de um adolescente de 16, foi localizado pela polícia na tarde deste sábado (24), na cidade de Aracaju, em Sergipe. Os crimes aconteceram em julho, em Gandu. Após uma troca de tiro com os agentes, ele morreu.

A operação integrada entre as Secretarias da Segurança Pública da Bahia e de Pernambuco revelou que Paulão estava escondido em um imóvel alugado, na praia de Atalaia, e dirigia um veículo blindado.

Paulo liderava uma quadrilha responsável pelo tráfico de entorpecentes nas cidades de Presidente Tancredo Neves, Teolândia, Wenceslau Guimarães, Gandu, Ubaitaba e Ibirapitanga. O criminoso era investigado por diversos homicídios, incluindo o assassinato dos jovens e de Romildo Domingos da Silva, carcereiro da Delegacia de Gandu.

Paulão tinha mandado de prisão em aberto e resistiu a abordagem policial, disparou contra às equipes e foi atingido. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Com o traficante foram encontrados um revólver calibre 38 e munições.

A operação batizada de “O Iluminado” contou com a participação da Superintendência de Inteligência da SSP, Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da 60ª Companhia Independente  de Polícia Militar (CIPM/Gandu), do Comando de Operações Policiais Militares (COPPM), do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da 5ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/ Valença), da Polícia Federal e da Polícia Militar de Pernambuco. 

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 11:20

Estudo revela aspectos da resposta imune ao vírus zika

Estudo revela aspectos da resposta imune ao vírus zika
Foto: Reprodução / Agência Brasil

Uma infecção pelo zika vírus durante a gestação pode resultar em danos ao longo do desenvolvimento do sistema nervoso central do bebê levando à microcefalia, fato que já está bem estabelecido pela ciência. Porém um trabalho inédito desenvolvido na Fiocruz Pernambuco veio trazer novas informações sobre como se processam essas alterações. De acordo com o novo estudo, não é apenas o vírus em si, mas também a resposta imunológica descontrolada, provocada pelo vírus no nosso organismo, que pode causar danos ao sistema nervoso central. Especificamente em relação aos casos de microcefalia, documentados primeiro na região nordeste do Brasil, os autores observaram que a cepa do vírus que infectou as gestantes em Pernambuco, na epidemia de 2015/2016, desencadeia um perfil inflamatório bastante específico, persistente e crônico.
 
O estudo foi realizado em duas frentes. Primeiro in vitro, com células tronco neuronais humanas (semelhantes a mini cérebros em desenvolvimento), para verificar qual o perfil inflamatório induzido pela infecção nestas células, e posteriormente através de análises de amostras de líquor (líquido cefalorraquidiano – LRC) de crianças que tiveram microcefalia confirmada. “Com base na assinatura dos genes (ou seja, quais genes que estão desligados ou acionados, e em que intensidade) e moléculas inflamatórias, descobrimos uma assinatura específica característica da cepa viral que causa microcefalia”, explica o pesquisador da Fiocruz Pernambuco Rafael França, coordenador da pesquisa.
 
França esclarece que, a partir da identificação dessa assinatura, torna-se possível pensar em novas estratégias terapêuticas e medicamentos para combater esse processo inflamatório - que permanece de forma crônica no organismo, ampliando os danos iniciais - e obter uma atenuação no quadro do paciente. “Na medida em que se detecta e faz um tratamento baseado nesse mecanismo inflamatório, abre-se a possibilidade de bloquear esse processo, proporcionando a uma criança que tenha sido infectada pelo zika vir a ter um desenvolvimento do sistema nervoso central melhor”.
 
O artigo com esses achados acaba de ser publicado na revista científica Frontiers in Immunology, com o título The Transcriptional and Protein Profile From Human Infected Neuroprogenitor Cells Is Strongly Correlated to Zika Virus Microcephaly Cytokines Phenotype Evidencing a Persistent Inflammation in the CNS. Além de França, o texto tem como autores principais o pesquisador Antonio Rezende e as doutorandas Morganna Lima e Leila Mendonça, todos da Fiocruz Pernambuco.
 
Duas cepas do vírus zika foram utilizadas no estudo. Uma que teve origem no Camboja em 2010 e uma de Pernambuco, isolada na Fiocruz PE. “A comparação entre os processos inflamatórios causados pelas duas cepas permitiu observar que a intensidade da resposta à cepa ancestral (Camboja) é muito mais exacerbada e curta, em relação ao tempo. Provavelmente o sistema imune consegue eliminar o vírus de forma rápida, o que não causa esse prolongamento no processo inflamatório, que prossivelmente está causando a microcefalia”, explica o pesquisador Antonio Rezende. Já a cepa coletada em Pernambuco induz uma inflamação de magnitude menor e mais continuada, o que favorece a permanência do vírus e pode resultar em danos ao sistema nervoso central.
 
Para chegar aos resultados, a equipe da pesquisa utilizou equipamentos da Fiocruz PE com tecnologia de ponta em relação a sequenciamento de DNA e RNA. Foram realizadas também parcerias técnicas com as universidades de Pittsburgh (EUA) e Glasgow (Reino Unido).

Domingo, 25 de Agosto de 2019 - 11:05

Morre atriz e escitora Fernanda Young aos 49 anos

Morre atriz e escitora Fernanda Young aos 49 anos
Foto: Reprodução / Extra Online

Fernanda Young, escritora, atriz, roteirista e apresentadora de TV, morreu neste domingo (25) aos 49 anos, em São Paulo. De acordo com o Extra, a artista foi encontrada morta no sítio da família em Gonçalve, Minas Gerais. A causa da morte teria sido uma crise de asma seguida por uma parada cardíaca. 

 

Young iniciou sua carreira na TV em 1995, na série "A comédia da vida privada", adaptação de textos de Luis Fernando Verissimo que assinou com o marido, Alexandre Machado, exibida pela Rede Globo. Ela também foi autora do seriado "Os Normais", exibido também na Globo. A atriz estava atualmente em caratz em São Paulo com a peça "Ainda nada de novo". 

Lava Jato procurou por documentos ligados a Wagner em operação contra ex-Odebrecht
Foto: Reprodução / Agência Brasil

O mandado de busca expedido para os endereços de Maurício Ferro, ex-executivo da Odebrecht, foi acompanhado de orientação da Lava-Jato em Curitiba para que os agentes buscassem elementos comprometedores contra o senador Jaques Wagner (PT) durante 63ª fase da operação que ocorreu em Salvador na quarta-feira (26). 

 

Foto: Reprodução / Veja
 

A Polícia Federal (PF), em cooperação com o Ministério Público Federal (MPF), deflagrou na manhã de de quarta a 63ª fase da Operação Lava Jato, denominada Carbonara Chimica. Cerca de 40 policiais federais cumprem dois mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão em São Paulo e na Bahia. Os mandados foram expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba-PR e objetivam a apuração de crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de capitais (saiba mais aqui).

 

Além de Wagner, que tem foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal, a PF ainda procurou documentos que citassem outros 15 investigados. De acordo com a coluna Radar de Veja, a lista inclui advogados e personagens petistas como José Eduardo Cardozo, Giles Azevedo, Fernando Pimentel, Aloizio Mercadante, Anderson Dornelles, Edinho Silva, Beto Vasconcelos, Aldemir Bendine e José Di Filippi Júnior. Muitos são advogados, como Nelson Jobim, Dora Cavalcanti e o falecido Marcio Thomaz Bastos. Há ainda pessoas jurídicas e empresários, como André Esteves e o BTG.

Histórico de Conteúdo


cheap jerseys |  wholesale jerseys |  Wholesale jerseys |  Wholesale nfl jerseys |  cheap jerseys |  cheap nfl jerseys |  cheap jerseys |  wholesale jerseys |  cheap nfl jerseys |  cheap jerseys wholesale |  Cheap NFL Jerseys |  wholesale nfl jerseys |  youth jerseys |  authentic nfl jerseys |  custom nfl jerseys |  wholesale nfl jerseys |  Cheap MLB Jerseys |  Bayern Munich Jerseys Black |  wholesale basketball jerseys |  china replica jerseys |  cheap replica nba jerseys |  Web SiteMap |